xandy martins

Adeus

Ultimamente me perco nos meus pensamentos 
Fico pensando onde eles vão me levar 
Sera que é lá onde devo estar ?

Todo dia acordo e penso a mesma coisa,faço tudo denovo e minha rotina nunca muda 
Tô cansando dessa vida labuta 

Porque oque me cansa é nada mais doque eu mesmo porque sempre me permito cair em ilusão e decepção 

Não sei se escuto minha cabeça ou o meu coração ,não sei pra qual dos dois em dou razão 
Porque Um fala sim outro fala não 

O dó,o coração devia servir pra bombear o sangue e só!

Não me machuca mas ainda eu sangro 
Tento lidar com esses meus prantos 

Não quero ser egoísta e falar que foi tudo sua culpa porque você sabe que não foi 
Apesar de todos os avisos eu me permiti a colocar uma venda nos olhos da razão 

E tudo ficou em uma vasta escuridão,onde eu só enxerguei um poço de lamentação 

E foi lá que comecei a pegar a água que me banhava com dor e lamento ,mas não sigo sofrendo porque hoje sei que sou um cara isento 

Por você eu tenho gratidão ,com você aprendi uma grande lição, você me mostrou o lado bom do amor e o lado ruim ,me deu experiência de uma pequena parte da vida e essa parte da vida foi a que eu mais vivi intensamente 

Se hoje não estou presente e porque não sou a pessoa certa ,ou talvez não é o tempo certo 
Mas isso não sou em quem decide .

Tudo que eu tenho a dizer  é obrigado ,obrigado por um dia estar ao meu lado e mostrar que nem tudo é um fardo.

 

Comentários1

  • Shmuel

    Ficou muito legal! Parabéns ao poeta, Xandy Martins.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.