O Bagre Poeta

Tinta Vermelha

Quantos rostos lindos aqui esta noite

Cinco de um lado e cinco de outro

Por favor, não interrompam o espetáculo

Não quero que alguém acabe morto

Podem me chamar de Khata

Garanto que vocês irão adorar 

Foi difícil planejar e organizar

Mas esse, meu público, será de matar

 

Esse quadro aqui tem a técnica do cubismo

Uma rosa feita de um material resistente 

Meio amarelado, sujo e desgastado

Eu tomei de um homem prepotente

Ele era arrogante demais

Isso me irritava

 

Mas, bem, vamos ao próximo

Esse é ótimo, me esforcei bastante e tomei muito cuidado

Podem tocar se quiser, é um material bem macio

Tem uma textura diferente, suave

Como se você já tivesse tocado

Acredite, meu amigo, você já tocou

 

Para o penúltimo eu usei surrealismo

Alguns dos meus outros fãs achavam que eu era louco

Eles não entendiam que minha realidade é outra

Essa pintura é de outro mundo

Um vestido vermelho em uma mulher estoutra

Foi complicado cobrir cada camada do vestido

Mas, o que importa é que está aqui, pronta para ser admirada

 

E por fim, o último quadro

Ele é especial, meu melhor trabalho

Eu o chamo de: " A Plateia "

Sabe o que é mais interessante?

Eu sempre deixo a marca de todos os meus fãs para nunca me esquecer

Para fazê-lo, eu usei o expressionismo

Eu demonstro o que sinto por todos vocês

Transforma-los em arte e nunca serem esquecidos

Através do meu trabalho, vocês são enaltecidos

E para colorir eu usei muita tinta

Uma delas é que mais se destaca

Bonita, escura, atraente, diferenciada

Fácil de conseguir

Uma cor meio avermelhada

Eu consegui de um fã, um dos que me chamou de louco

E olha só, nem sobrou o corpo

 

O espetáculo acabou

Agora vocês são parte da minha côrte

Durmam bem, nunca vou esquecê-los

São meus materias para pintura agora

É aqui que eu me despeço, obrigado e boa noite

Comentários1

  • Maria dorta

    Meio surreal mas poema feito com criatividade,mesmo quando em laivos de loucura,pintas com o vermelho tirado do corpo de quem te admirou e fã se tornou. Aplausos!

    • O Bagre Poeta

      Eu fico feliz que tenha gostado, e agradeço pelo elogio, muito obrigado



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.