Karla Salvatore

14 de dezembro de 2021



Não vai ajudar
Não vai ajudar
Comprar coisas pra me divertir
Sair com os outros pra brincar
Não vai ajudar
Pq quando eu chegar em casa
É deles que eu vou lembrar

Será que é essa a tal da depressão?
Vc pode se encher de alegria ao estar entre queridos se divertindo, mas no instante que estiver sozinho abre espaço para os pensamentos destruidores
Que eles não têm hora nem lugar pra tomar conta de você e te fazer chorar

- o que eu faço pra ela (essa buc$%nha) ser só minha, hein? Não quero dividir com ninguém

- qd vamos ficar de novo?
- qd você quiser

- você pensou em dar seu c#$%nho hoje?
- não
- e pq tá dando p mim?
- pq vc pediu... E eu não sei dizer não pra você

Tentei impedir, mas fui fraca e cedi a ele, por medo de que?! De desagradar, provavelmente. Deixei q tirasse fotos de mim, aquelas fotos e ele deixou meu rosto aparecer após dizer que não o faria. Ele apagou na minha frente depois, mas não sei se foi pra nuvem.

Qd atendia a ligação fazia sinal com a mão pra eu ficar quietinha, em silêncio.

Eu tentei me esforçar pra q dessa vez não fosse traumatizante, relaxei pq ele deixou e me despedi alegre, mas depois de me tocar que ele me fez #$¨-lo sem camisinha minhas pernas enfraqueceram até eu chegar em casa com medo de DST.

Mais um dia, mais uma derrota, mais uma roubada, mais uma situação em que eu me coloco.

Até com minha chefe foi ruim hoje pq dei resposta que ela não gostou e fiz perguntas que ela não gostou.

Eu sou fraca mesmo. Aquele tipo de fraco que os outros criticam por querer se matar como se só ele tivesse que aguentar pancadas. Mas e quando ele mesmo se põe para receber essas pancadas? Qd ele é o único culpado? Qd ele deixa q o machuquem? O multilem?

Socorro.

Mamãe tá sofrendo, mas tá se esforçando pra se manter no caminho certo. No fim das contas ela vai ter um resultado bom, mas pra quem desistiu de si, desistiu de lutar, pra mim, o resultado é só morte então sigo assim, destruindo-me um pouco mais a cada dia, dia após dia, até chegar meu fim previsto.

Eu me abandonei. Fiz-me escravo de alguém que me dá algumas migalhas pra me manter acordado, viciado e trabalhando pra ele ao mesmo tempo.

Parece que não quero ajuda. Só quero me afundar mais. Até a vida ser tirada de mim.

Queria poder morrer sem causar dor a minha família, a ninguém.

Acho q dessa vez eu quero só ficar aqui em degeneração. Pq não peço conselhos... Talvez eu não queira sair dessa... Ou talvez ele (meu carrasco) só queira que eu pense assim. Assim como ele me faz pensar que gosto de ser tratada daquele jeito pq procuro quem faz isso...

Comentários1



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.