Viglio Schneider

Bem-me-quero

 

Vivo agora um tempo de paz,

Tempo daquilo que fui atrás.

Tempo de me livrar do que cansa,

Tempo para uma boa dança.

 

Tempo para olhar

Oportunidades que a vida nos trás,

Quais desafios que quero viver,

Enquanto aproveito e nutro o meu Ser.

 

Tempo para me amar como deveria,

Tempo de escrever mais poesia,

Tempo de leveza e elevação,

De rir e rolar no chão.

 

Tempo que parece ter menos segredos.

Tempo de viver sem medo.

Tempo de muita ousadia,

Quanto tempo vai durar? 

 

Esse tempo não sei,

Meses, días ou semanas talvez

Mas aproveitarei o máximo que puder

Ao lado das pétalas de quem bem-me-querer.

 

  • Autor: Viglio Schneider (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 31 de Maio de 2022 06:14
  • Comentário do autor sobre o poema: O quanto bem-me-quero ver.
  • Categoria: Reflexão
  • Visualizações:
  • Usuário favorito deste poema:
  • Maria dorta.

Comentários1

  • Maria dorta

    Poema feito com leveza,muita criatividade e boas rimas. Estou ficando tua fã! Aplausos!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.