Jucklin Celestino Filho

HOMENAGEM AO QUERIDO TIO VIVALDO ( ITABUNA, 30/12/79)

 

O tempo não apagou

Da minha memória ,

Muito guardou

Da tua imagem, querido tio:

Tributo aos feitos de bondade teus!

No teu itinerário, só semeaste o bem !

Amado tio Vivaldo, que vitória ,

Que júbilo meu ,

Ter convivido contigo,

E ver-te triunfar

Naquilo a que te prestavas,

No abrigo

Do amor ao próximo que devotavas!

 

Na senda de uma incessante luta ,

Na batalha do dia a dia ,

Arrojada labuta

Que travavas

Em prol dos humildes ,

Dos pobres e dos necessitados ,

Concedo-te hoje, prêmio justo :

Reconhecimento do teu labor,

A custo

De muitos sacrifícios

Pelos quais passaste

E soubeste separar

Os espinhos da flor ,

Conquistando o sacrossanto

Troféu do amor !

 

Ergo um busto , ao teu ofício

Caritativo , tio amado,

Pela bela trajetória, de pelo bem

Sempre teres lutado.

Tua bondade, em suma ,

Era a maior riqueza

Que possuías -- alma e coração

Puros, grandeza

De socorrer sempre, aqueles

Que necessitavam ajuda!

 
 

Comentários1

  • Jucklin Celestino Filho

    Tio Vivaldo foi mais do que um tio pra mim: um irmão, um amigo. Se cursei a faculdade, tive as primeiras lições de literatura, aprendi a gostar de poesia, de escrever alguns artigos, devo a ele.
    Revendo em meu caderno, amarelado pelo tempi, revi lá num cantinho, o poema Homenagem ao Querido Tio Vivaldo.
    Que saudade!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.