offduzzer21

Acordado (Mais Uma Noite)

Repouso, estático, porém nada para.

O tic-tac vira música,

O teto se torna uma tela,

As sombras dançam, cantam.

(Pare, já é tarde)

 

Memórias voltam sem esforço,

Não consigo parar de ver seu esboço.

Linhas de um novelo mental são

Puxadas, novas versões são criadas,

Diferentes histórias são dissipadas.

(Pare, não há como mudar)

 

Dormir tem se tornado doloroso.

Me coloco no paraíso, sem limites,

Infinitas pessoas, possibilidades, pesares.

 

Dormir tem se tornado doloroso.

Leva tempo até eu aceitar

O pesadelo, não há como conte-lo.

 

A insônia tornou a Escuridão maior,

A cada dia que se passa

Os sonhos ficam menores,

Os pesadelos ficam piores.

(Cala a boca e dorme)

 

  • Autor: offduzzer21 (Offline Offline)
  • Publicado: 14 de Abril de 2022 02:57
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações: 17

Comentários1

  • Altofe

    Muito bom, poeta. Abs.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.