offduzzer21

Vozes

Almas inocentes vagam junto de mim,

Quero espancá-las, estripá-las.

Talvez sinta algo, desespero, medo,

Talvez pense em algo, fugir, desistir.

 

Há tanta dor que ela se tornou Raiva,

Apenas Raiva, Raiva, dor, mais Raiva.

Não sei o que faço, só acabe logo,

Enquanto eu ainda tenho consciência.

 

O sangue é belo, libertador, vermelho.

Ele mostra que a algo após a dor,

Após todo o sofrimento,

Após todo o amor. Amor, sempre o amor.

 

Meus sangue não é suficiente

Para tanta dor.

Preciso do seu, dos seus, o meu acabou,

Só restou dor, sem vermelho, sem cor.

 

  • Autor: offduzzer21 (Offline Offline)
  • Publicado: 1 de Abril de 2022 20:30
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações: 21


Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.