SANTO VANDINHO

"GUERRAS" (Vamos nessa Poetas e Poetisas, Poetar sobre esse Ato Infernal a procura da tão sonhada Paz) Paz e Bem


"Guerras ! Guerras ! Guerras !
Êta gesto ou (ação) Infernal...
Que a Origem inventou...
Para se encontrar o Amor !
Ou a Paz tão procurada...
Desde que Ela (Origem Criadora)...
Se descobriu, explodindo-se em vidas
(Brutas ou Não)...
Formando esse Puta que Pariu"
----------------
PAZ E BEM


Que haja menos guerra no mundo!
que haja mais paz, consciência no mundo!
que haja mais tempo, paciência no mundo!
que haja mais tolerância e respeito no mundo!
guerras não levam a lugar nenhum.


O apocalipse se cumpre
com terremotos e guerra
exterminando os homens
de toda a face da terra.
Crianças famintas nas ruas
no céu avião supersônico
enquanto as grandes potências
disputam quem tem mais poder atômico.


Nesta guerra irrefreada
por artifício da minha premência
minha inimiga irrefutável são as consequências
imortal traiçoeira
perene trapaceira
desde as questões mais complexas,
igualmente as corriqueiras
Onde a sucção deste brilho
direciona-me a desventura do meu trilho!
(Renato Pimenta)


Alguns governantes decidem guerrear
Quem decide não vai lutar na guerra
Quem vai lutar é quem quer a paz
Homens de bem são forçados à ir
Trairão a sua pátria se não lutarem
Não é pior trair a humanidade?
Cada ser humano morto é uma traição
Lara Machado


O apocalipse se cumpre
com terremotos e guerra
exterminando os homens
de toda a face da terra.
Crianças famintas nas ruas
no céu avião supersônico
enquanto as grandes potências
disputam quem tem mais poder atômico.


O barulho na mente humano,
Transformado nas ações
O raiz de amor plantado
Ficam apenas as dores
Que a gente faça as perguntas...
Para que a guerra?
O que ganhará?
De tantas lágrimas e ruinas
Que vença sempre o amor
Glória Aplugi


“É o sentido primitivo que impera.
De torpeza, ódio e dominação.
Espalhando caos, miséria e escravidão.
Derramando lágrimas e sangue pela terra.”
(Victor Severo)


Já vi guerras acabarem da melhor maneira
Hoje tudo o que vejo é sangue no rosto
Um cara atingido com um tiro de caçadeira
A caminho do hospital dado como morto
Vindo de quem vem parece uma brincadeira
Mas é um assunto que só de falar nele me dá nojo
É a verdade nua e crua que todos tentam disfarçar cada um à sua maneira
Johnny11



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.