Jonas Teixeira Nery

Caminhos e descaminhos


Aviso de ausência de Jonas Teixeira Nery
NO

Quero lhe falar de um grande amor,

fragmentado nas ilusões perdidas desse tempo!

Tempo de incertezas e escuridão persistente,

coroando esse transbordamento de silêncios.

 

Corpo desnudo nesse mundo mecânico,

nessas emoções sem matizes, amorfo.

Atmosfera intensa nesse fogo de desejos,

Nessa persistente ausência de sentidos.

 

Quero lhe contar das trincheiras, nessa guerra,

das batalhas contra tanta hipocrisia.

Construção? Não, nada nesse silêncio pleno!

Só nostalgia profunda entre sombras!

 

Aquarela desbotada nesse ocaso.

Ah, esse amor perdido, entre medos!

Essas lágrimas derramando, inflexíveis!

Sonhos desfeitos nesse coração petrificado.

 

Quero lhes dizer da minha dor,

cheia de espanto nesse amanhecer!

Caminho sem volta, sem o aconchego,

sem o odor do corpo dessa mulher amada!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.