barbie negra

Velório


Nina a vida a morte
Sem saudades
Nem sorte
Vai-vem de porta
Sussurros de medo
E um pedaço de torta


No vai-vem da sorte
A morte pode esperar
Enquanto a torta
Na mesa posta
Não alimenta o espírito
Mas o olhar
que nela pousa
Tal um inseto festivo
A boca a salivar


O amor sobreviverá ainda nas cinzas
É o sentimento que nós temos que mesmo após a morte sobrevive
É na imagem refletida sobre a água que vejo meu espírito em outro mundo



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.