Carlos Hades

Criaturinha

 

Esses seus olhinhos, negros como duas jabuticabas maduras, me ensinam mais que mil palavras.

Me ensinam a amar, um amor leal, um amor animal!

Nunca tentei te cativar, te dei tão pouco; e mesmo assim, me ensinas sem falar.
Me mostra que o amor existe pra se dar, com generosidade, de forma integral.

 

Se eu te afago, egoistamente me pede mais, e no final, sou eu que me sinto mais amado.

Seu dia nunca é ruim, nunca estás amargo, mas com teu olhar você sempre me sorri!

Quando chego, sei que estás feliz, quando me vou, se esqueces que sempre tenho retornado!

O criador colocou um pouco dele em você, pra me ensinar que amar de verdade é muito mais do que se diz!

 

Por que se vai? Sempre cedo demais, sempre a me deixar pra trás!

És só um animal! Como podes desencadear em mim uma reação tão colossal!

O afeto que tens, e tudo que cultivaste em meu jardim! Não serão esquecidos jamais.

 

A vida tem dessas coisas, a vida faz isso conosco, as vezes ela pode ser cruel.

Ela pode nos fazer perder o amigo mais leal e fiel!

Mas a marca que deixaste. AH! esse é um pensamento doce, doce como mel!

  • Autor: Hades (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 6 de Janeiro de 2022 20:13
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações: 14

Comentários2

  • Shmuel

    Que lindo! Um amor sem igual.Algo inexplicável mesmo!
    Boa noite, poeta!

  • Carlos Hades

    Obrigado poeta!
    Seu comentário é encorajador



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.