david massuia

chuva de arroz

chuva de arroz era parte de um sonho onde você vinha de branco, hoje tem chuva porem são meus prantos, não consigo dizer onde errei afinal para o ser humano nem todos erramos, entreguei a ti todos meus sentimentos e planos e me deixei de canto, não sabia que no final meu maior erro foi dizer te amo.

Comentários1

  • Junior

    BelĂ­ssimo poema.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.