alguém

Agora

Um caos na mente
Parece permanente me atormenta todo dia
Jogo na folha emoções e sentimentos
Pra me livrar dessa agonia
Penso em vários momentos
E o que me salva sempre é a poesia
 
Mas quem diria 
Palavras que me aprisionavam
São as mesmas que me salvam hoje em dia
 
As folhas parecem me entender
Continuo a escrever
E nunca me esqueço delas
Quando o abismo começou a ceder
E não achei motivos pra viver
Ela me deu refugio, mesmo preso em várias selas
 
Esse escape serviu como abrigo
Andava quase sempre sozinho
Apenas meu fone e alguns amigos
Com um tempo eu fui evoluindo
Aprendendo a lidar com pessoas
Aprendendo a lidar comigo
 
Hoje busco conhecimento
Vivendo uma vida simples e calma
Só quero o necessário pro momento
Pra viver e preencher minha alma
 
Sei que a vida nem sempre é assim
Lidamos sempre com conflito
Mas no fim
Estou tentando buscar equilíbrio nisso
 
Olho sempre pro passado
Motivos pra desmotivar
Mas tento me forçar a acreditar
Que passamos o que tínhamos que passar
Pra hoje estarmos nesse lugar onde a gente está
 
Basicamente só temos o agora
E estamos aqui presente
Já que só temos isso 
Vamos tentar viver e seguir em frente

Comentários1

  • Janderson Shady

    Quem nunca usou a poesia como refúgio para amenizar sofrimento e pensamentos confusos? Bela prosa . Obrigado por postar.

    • alguém

      Verdade amigo, agradeço muito a poesia. Muito obrigado pelas palavras, de coração mesmo.



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.