larhy

O muro


Uma escada,com dezesseis degraus.
Um muro que os dividem.
Sem ver,sem tocar,sem sentir
Talvez possa ser castigo ou destino.
Vivendo como já o tivesse o conhecido, à bastante tempo.
Vidas passadas,com um pouco de conhecidencia.
Como é bobo e tolo achar que tudo isso pode um dia importar.
O muro vai cair e com ele a poeira da desilusão se levantará.
Você que sabe,não sei se sabe
A ansiedade que no coração tanto bate.
O abraço que eu tanto aguardo.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.