Samuel Knevitz Silveira

Fraco em mim, forte em Cristo

Em choro me quebrantei
Quando por socorro a Ti clamei
Naquela hora me fizeste lembrar
Do quão alto fora o preço a pagar

 

Em segredo ali me revelou
O gozo eterno que para mim guardou
E que culpado me sentiria eu
Ao desprezar aquele que por mim morreu

 

Ali dentro duas forças a lutar
Ali dentro uma alma a suplicar
De um lado, a cobiça que me afronta
Do outro, a espada que me confronta

 

De joelhos a Ti clamei
Na tua palavra me refugiei
Em meio a tua glória, deste ouvido
A oração de súplica de um coração aflito

 

A tua palavra me revelou
O propósito para o qual o Senhor me chamou
Honrar este corpo, despojando-me da impureza
Viver em santidade, tendo em Ti minha fortaleza

 

Fiel e justo foste para comigo
Pois em meio a tentação, Tu foste o meu abrigo
Posso assim em paz deitar
No amor do Pai, vou descansar



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.