Geralda Maria Pinheiro Figueiredo Pithon

Manual de Sobrevivência

Manual de sobrevivência

Em uma noite de insônia comecei a escrever um manual, com o que eu aprendi de mais importante para sobreviver;

Primeira lição, encontrar o meu projeto de vida pois ninguém pode destruir a liberdade de escolha frente ao inevitável. 

Segunda lição, respeitar os meus limites físicos e psicológicos para não ficar doente por querer fazer mais do que seria humanamente possível. 

Aprendi que só tenho um barquinho para atravessar as tempestades. 

Terceira lição, parar de querer solucionar o que não tem solução, aprender a controlar a minha ansiedade excessiva, a sensação de impotência e a vontade de resolver os problemas de todos, repetindo o mantra. Concedei-me Senhor a serenidade  necessária para aceitar as coisas que não posso mudar, coragem para mudar aquelas que posso e sabedoria para distinguir umas das outras.

Quarta lição, fazer a faxina existencial, doar-me e ficar só com o mínimo que preciso para viver, deletar o que me faz mal......
Para o meu barquinho não afundar, me afastar dos parasitas e vampiros emocionais que sugam o meu tempo, energia e saúde. 

Quinta lição, buscar equilíbrio emocional e ter minha verdadeira libertação, ser a dona do meu tempo, pois ele é o bem mais precioso e não pode ser desperdiçado.

Aprender a arte de escutar e viver um dia de cada vez e desfrutar de tudo que nos faz bem, como se fosse o meu colete "salva-vidas", pois não tenho o direito de parar de lutar por minha sobrevivência.

Meu lado poético ??
Geralda Figueiredo ??

  • Autor: Gel (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 21 de Junho de 2021 23:50
  • Comentário do autor sobre o poema: O ego e a mente devem andar juntos... reserve um minuto do seu tempo para saborear este manual de sobrivencia, citado por mim, que com certeza será de grande valor para a sua vida. Gratidão!!!
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações:
  • Usuário favorito deste poema:
  • PB Almeida.

Comentários2



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.