Lady Hawke

Poente

Eu guardei você enluarado em meus segredos

Desenrolei o teu desejo sobre minha pele nua

Precisei das pontas dos teus dedos 

Pra rabiscar em minha pele o teu desejo.

 

Delirei com tua voz em meus ouvidos

Quebrando a castidade que me fez tão sua

E em uma troca de posições

A minha boca bebeu a tua.

 

Meus cabelos soltam frouxos sobre o teu rubor

Desenrolando carícias provocando teu desejo

Me despeço da solidão entardecida de ausências

Deito minha fome em nossas pendências.

 

E não se preocupe com o dia

Deixe que ele brote no horizonte

E que esse momento seja o mais íntimo da gente

Ficaremos assim tranquilos, nos braços um do outro:

Adormeceremos ensolarados  feito o poente.

 

 

 

 

 

 

 

Comentários3

  • Ema Machado

    Que lindo, querida Lady! Delicioso, de viver! Parabéns!

    • Lady Hawke

      Obrigada querida!
      Esse comentário vindo de você é um grande elogio.
      Abraços

    • Aquaries

      As palavras tem tanto poder que me veio um calafrio ardente! hahaha Linda poesia!

      • Lady Hawke

        Que bom que gostou
        Seja bem vinda
        Abraços

      • CORASSIS

        "A minha boca bebeu a tua."

        amei este verso !
        um poema belo de Janeiro a Dezembro.

        My lady, abraço.

        • Lady Hawke

          Obrigada meu querido
          Um bom dia pra você



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.