Paulo Roberto Varuzza

Uma flor para ela


Aviso de ausência de Paulo Roberto Varuzza
NO

Meu amor por ela

Pulou a janela do meu coração

E foi passear num jardim de flores,

Uma constelação de cores,

Olhando para todos os lados

Procurando ver se achava uma flor

Para dar para ela,

Uma flor que se parecesse com ela

E, após muito procurar,

Encontrou uma orquídea de pétalas douradas cacheadas,

Mas, quando a ia colher,

O ar soprou um vento tão forte

Que a despetalou

E de dor o amor chorou

Porque não tinha mais aquela flor

Para dar para ela,

Mas os beija-flores,

Que conheciam todas as flores daquele jardim,

Levaram-no até outra flor,

Uma rosa de cor vermelho-carmim

Abrigada do vento e dos olhares que a procurassem

E a colheu sem medo,

Mas a perdeu no caminho

E aquela flor,

Que não foi dada a ela,

Era uma prova do nosso carinho por ela

E o amor, não querendo enfrentar o olhar triste dela,

Escondeu-se, junto comigo, num arvoredo,

Sofrendo ambos de solidão,

Agora não mais são

E com a angústia de ter perdido a flor

Não mais voltou para o meu coração,

Onde nos aguardava o retrato dela,

Junto com a vela que o iluminava,

Num bonito altar,

Esculpido na madeira pelo amor,

Sem faltar a pintura a ouro,

Uma maneira de se amar também a imagem dela,

Mas ela, cansada de esperar pelo meu amor,

Sem receber o carinho de uma rosa flor

E de mim,

Fechou a porta e a janela da casa dela,

Encerrando a luz e o calor do sol dentro dela

E se foi.

Desviando do jardim

E de mim.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.