Lewoharti23

Instante

Diz que o poder é o pretexto para agir
A fundamentação de todas as cinéticas
E eu faço uma festa,coloco-te na tela
De um papel em branco,só para poder ter a ti

Mas se você disser que é só isso
Que ter poder é artifício para existir
Calo um dos teus sentidos
Pois se pudesse ter o tempo,negaria até o fim

E você diria porquê
Tal argumento é uma ironia,pior,mentira!
Mas se não tivesse a surpresa do primeiro ver
Sobre você,de nada a vida valeria

Daí já ganho aquele instante
A gênese do teu sorriso
Acontecimento singular,o bastante
Para evitar meus piores martírios

Daí vai embora outro retrato
De um momento bobo deste espetáculo
Neste espaço,entre meu timbre
Viajante,até onde você existir.

 

 

 

 



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.