ERALDO

PEDREIRAS DO MARANHÃO

Pedreiras princesa do Mearim encantado com seus cantos contos encantos,suas historias suas glorias,seu povo canta  sorrir,sentindo orgulho de te falando sou de pedreiras princesas do mearim.

 

Outros dia vir falando que o amor nasceu aqui,foi visto tomando banhos nas aguas do mearim,na região de pedreiras pra recordar os tempos antigo nas margens do mearim habitava índios com a chegada dos brancos os índios foram saindo.

 

Pedreiras princesa do mearim quantas beleza existir em ti,quem não conhece suas lendas,uma eu conto pegar a cadeira senta ouça o que falo pra aqui.

 

A lendas da pedra grande da serpente dali,sua cabeça ta presa embaixo da pedra,o rabo preso na matriz da,igreja são Benedito o padroeiro dali,muitos pagar suas promessas nas águas rio Mearim.

 

Para fala em pedreiras,não fala em Samuel Barreto donos de lindos poemas escritor de belos sonetos sua partida tão jovem fez se o véu do céu abrir foi escrever seus poemas no céu olhando pra ti.

 

Pedreiras terra de João compositor de carcará,que suas musicas não morra,a sua voz não se cale por isso muitos conhece por terra do João do vale.

 

Pedreiras princesa do mearim suas
histórias e gigantes,gigante e sua nação para todos de pedreiras dedico esse canção.

 

Cidade localizada no norte do Maranhão,para todos de Pedreiras vai meus apertos de mãos,viva o povo de pedreiras e suas microrregião.

 

Eraldo Silva.
Autor.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.