Filipe Miguel Baptista Pires

O amor nunca está sozinho.

O amor nunca está sozinho,
Porque precisa de mais do que uma pessoa,
Do Algarve ao Minho,
Sem que o coração doa.

Portugal é um país imenso,
Em palavras e sentimento,
Gente de tão grande senso,
E com grande conhecimento.

Povo decidido e empenhado,
Pelo trabalho e pela amizade,
Quando pensam que tudo está acabado,
Encaram as coisas com facilidade.

País que raramente erra,
Nação antiga cheia de tradições,
Vagueando por mar e por terra,
Guiados por promonições.

Como esta gente hospitaleira,
Não há no mundo igual,
Não deixa ninguém na prateleira,
Nem no mundo virtual.

O mundo fica comovido,
Queremos convívio e abraço,
Ninguém fica esquecido,
Deixamos o nosso traço.

 

Comentários2



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.