Hele.na

POESIA NOTURNA


Perdida no meu eu
Em mim não encontro mais
Aquilo que eu sentia
Acho que se chama paz
Não é tempo de reclamar
É tentar viver e sobreviver
Pois o mundo carece de tudo
Inclusive de ter
Eu não sei mais sobre as falas
Que antigamente eu tinha comigo mesma
Era sonho de menina
Longe de ser princesa
Mas sim de ter um lugar
Pra chamar de seu
Pra poder mudar o mundo
Entender como aconteceu
Não dá pra tocar o céu
Sem antes saltar do chão
Não dá pra descer das nuvens
Sem antes enxergar na escuridão
Do céu noturno, do chão molhado
Da luz da estrela
Do sol nublado
Daria muito
Por um gole de felicidade
Pra poder anotar umas coisas
Pra poder enganar a saudade
Eu só quero ter comigo
Aquela parte que me roubaram
Não sei se o tempo volta
Mas sei que me machucaram
O jeito é seguir
Não esquecer que pode voltar
Decidir o que vai ser
Sem deixar o importante que é amar.

Comentários1

  • Consttantine

    Meus parabéns pela poesia!!!
    Consttatine Bonfim

    • Hele.na

      Obrigada!!!!!



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.