santidarko

A singela estrada de terra,que leva á elegante casa que se nutri de sonhos ególatras


Nesse extraordinário mecanismo de engenharia chamado:Natureza e Universo,
a mortalidade,
é uma pequena caixa de papelão;
do qual....
carregamos embaixo de nossos braços.
...com uma expectativa e querer,

que não se desmantele,em um breve despertar de seu porém anverso



O Futuro usado,
que trará á luz o Passado sonhado,
envaidecido pelo seu esperar fulgurado,
dirá á canção cintilada ao espelho,
atestado ao coração...
que tudo.,
...fora um sonho belíssimo;
assim como um inocente penduricalho, de falso ninar assemelho.




O luzir lúcido do Firmamento,
há de sempre ter,
o silêncio descabido,
sobre qualquer contento.




A redoma da glória,
que reflete olhos ofertados em um vidro,
consumarás o turvar, ante a pronunciada vitória. 

 

Comentários2

  • Carlos Hades

    Somos o que vemos da nossa perspectiva limitada, bi ou tri dimensional!
    Será que há uma quarta?

    PARABÉNS COMO SEMPRE AMIGO


    • santidarko

      SALVE Carlos! Então...você !"puxou" para um lado,que poderíamos chegar a Carl Sagan..ONDE EU CONCORDARIA COM MUITOS PONTOS,OUTRO NÃO..
      Seria uma boa"discussão"sobre o tema..Aqui,foquei que as vitórias,não são as principais vantagens nesse Universo.Talvez,uma derrota, faça algo melhor para nosso aprendizado.


      Viu,...Carlos,o canal hadesplays é seu ou de algum parente seu?Eu sempre assisto sobre as curiosidades de games.
      FORTE ABRAÇO

      • Carlos Hades

        Concordo.
        Ser um "Vencedor" não nos faz vitoriosos! Já diria Camelo e Amarante>
        Rapaz, o hadesplays não sou eu não, muito embora eu goste muito de games rsrsr.

        Abraço

      • 2 comentários mais

      • Meno Maia Jr.

        A qualidade da linguagem subjetiva usada em vossos poemas, os elevam a um patamar superior, o qual, só os grandes poetas conhecem! um abraço.

        • santidarko

          Olá Meno.OBRIGADO pelas palavras de incentivo. Guardei-as com muito carinho!ABRAÇOS



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.