Kermerson Dias

Soltando pipa...

Aprendi a fazer poesia na infância.

Soltava pipa conversando com o céu.

Criança fazendo arte.

Sentimentos de amor e ódio com o vento.

Olhos atentos.

Respiração forte.

Coração pulsante.

As mãos rabiscavam versos nas linhas das nuvens.

Quando a pipa rompia,

meu poema cruzava o céu

e um sopro levava todos os meus sentimento.

Kermerson Dias



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.