//meuladopoetico.com/

Ema Machado

Transposições...

Transposições...

 

O tempo... Ah, como é sábio!

Transitando por suas vielas, percebo

O quanto, tenho mudado...

Abro portas e janelas

Tantas tralhas no acumulado

Do armário, tiro o que já não serve

Do peito, o indesejado...

Precisos espaços, agora renovados

Felicidade...

Uma melodia ao lado...Um blues amado...

Tudo parece maior, mais leve

A mente, a mim não mente

Os sonhos encolhem, o simples atrai

Simplesmente, o que uso mais...

O que mais me serve

Um abraço apertado, sorrisos desenfreados

O beijo bem dado... O que anseio mais...

A tarde chega com suas multicores

Das manhãs, guardo aromas e sabores

A noite me espera, falarei com a lua

Ao som de banjos contarei estrelas

Trarei nos olhos, suas centelhas

Ouvirei os passos das ruas

Não o temo, tempo!

Murmuro ao vento...

Com poesia o alimento...

Ema Machado